Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007
"Estava eu tão feliz a brincar no mais íntimo das tuas entranhas"...
...quando me foram arregimentar à má-fila como poster boy de mais uma campanha obscena do "Não".
Para gente de tão elevados princípios, muita desta malta revela uma falta de consideração pelos outros, mesmo que crianças, absolutamente inacreditável. E já repararam que é raro o debate televisivo ou radiofónico que não acaba com um deles a perder as estribeiras?

tags:

publicado por Luis Rainha às 17:27
link do post | comentar | favorito
|

Sustos recentes

Inté

Adivinha

O pirata do olho de vídeo

Mas será que a senhora es...

Inês Pedrosa perde o pé

As coisas são como são

UE PRETENTE IMPOR I2O Grs...

Manicomics

Some of my favourite thin...

A noite do morto vivo 31

É o povo, senhores (2)

A fórmula perdida

É o povo, senhores...

Um engenheiro debaixo de ...

O "nosso ilustre candidat...

Momento Espada da semana

0,31 da Armada

Great minds think nearly ...

Living in the past

Pronto, está bem, junto-m...

Pela Comarca de Guantanam...

Escondam lá a roupa suja,...

Apesar das ameaças de vet...

Publicidade dadá (3)

Publicidade dadá (2)

Literatura Socrática

Luis, pode falar-se de um...

Publicidade Dadá

Primeiro pensamento da be...

Como vai mal o humor em P...

O gap que nos faltava pre...

A vida social dos nossos ...

Manicomics

O título mais cómico do a...

CARICATURA#7

Sexware

Um novo sentido para "dan...

Espada e as "surpresas am...

Brinde da semana

Cocteau Twins — Wax and Wane
Ectoplasmas vários
Artiste du Jour
Antony Gormley
tags

todas as tags

pesquisar
 
subscrever feeds