16 comentários:
De Mao a 21 de Março de 2007 às 15:50


A vida não tem dia
Se não este diria

O dia da minha vida




De HO a 27 de Março de 2007 às 02:16
Muito bom.


De AsasdeLetrasSoltas a 23 de Maio de 2008 às 20:42
"Acabando o tema Inês Pedrosa, tudo isto só vem provar que uma coisa é andar a correr atrás dos grandes deste mundo de microfone em riste, outra bem diferente é compreender o que eles nos dizem."
Pena que o amigo não perceba o que a Inês nos diz.


De cris a 15 de Agosto de 2010 às 19:17
mas a ines nao sabe mesmo o tem vindo a dizer(me desculpa)LI um seu artigo no expresso.Relacionado com uma situação deveras brutal e degradante: MAUS TRATOS FISIcos e psicologico.Destroem o mais forte do ser humano.Dou-lhe os parabens pela a coragem q manisfestou.So que por outro lado a seu conhecimento da hmaniadade é nullo. A Ines relacina-se em termos de amzade,com um verdadeiro chacal.Alguem muito terno, " sabedor" Alguem q se dá a conhecer como um verdadeiro martir só que a realidade é outra.. Destroi as pessoas que lhe deram carinho , amor , comprensão.Por pouco nao lhe davam a viida.Sabe o que lhe deram? A alma..É um ladraó de almas. esteja atenta , em silencio e olhe atentamente á sua volta.Claro, este tipo de pessoa é perigosa quando se lhes chama a atençao.Volta a vingar-se nos fracos, nos doentes chorando sempre lagrimas de crocodilo.Cuidado, não faça mal as fracos.GUARDE PARA SI ESTA INFORMAÇÃO
obrigada


De Inês a 12 de Julho de 2008 às 15:48
voçe é completamente anormal, para escrever coisas desse genero..
palpita-me que nunca leu nada da Inês Pedrosa para compara la com Margarida Rebelo Pinto, e relativamente a Manuel Alegre é valha-me deus, é mesmo infeliz
mentalidades bacocas e fraquinhas como a sua são uma pena, tenha piedade e não escreva
guarde para si, coma a opinião ao almoço, poupe-se ao disparate, que a estupidez é meia contagiosa, não vá algum fraco de espirito concordar consigo.
deve ser desempregado e depois da-lhe pa isto
faça trabalho comunitario e poupe se a infelicidade de criticar pessoas que, essas sim, farão coisas uteis


De Adriana a 25 de Abril de 2009 às 21:25
É bem triste que na primeira leitura que faço deste blog encontre tanta amargura. Terrível sua crítica por quê não condiz com a realidade.


De Leituras a 8 de Julho de 2009 às 00:46
Que nunca lhe doam as mãos! Ao menos uma voz que seja, para desmascarar as capelinhas que criam estas palermices pseudo-literárias. Agora lá está na Casa Fernando Pessoa, paga por nós.


De C a 8 de Julho de 2009 às 00:51
Eu, graças a Deus, nunca li nada da IP e continuo a preferir a Margarida RP - porque pelo menos essa não engana ninguém. A IP, pelos vistos, engana muita gente.

As crónicas do Expresso dariam para um blogue inteiro de posts como este. Mais, sim? Está óptimo e é preciso.


De S. Pinho a 19 de Agosto de 2009 às 19:47
Senhor Rainha: e você? De onde é que o conheço? Que obra o distingue? Estimo bem que, dois anos volvidos, tenha descoberto algum medicamento para essa azia com sintomas de inveja. Siga a minha sugestão: não diga mal dos outros. E sobretudo não tente julgá-los, porque não é capaz. E, já agora, sempre lhe digo que também ofendeu a Rebelo Pinto, pessoa que, se não faz melhor é porque não é capaz. Mas tenta. Trabalha. E quem dá o que tem.....


De Paulo Eannes a 21 de Setembro de 2009 às 17:48
Que magnífico texto! É realmente uma aventesma dos meios sociais, esta pseudo-escritora. Promovida por um dos poderosos «bosses» do meio pseudo-literário, o patrão de revista Ler. Obrigado pela coerência, amigo. Esta senhora vive agora à custa dos nossos impostos.


De Alexandre Couto a 3 de Dezembro de 2009 às 21:05
Opinião rídicula e mal fundamentada que não só enuncia falta de conhecimento na literatura como também na política


De maria a 15 de Agosto de 2010 às 19:45
MEUS SENHORES TENHAM DÓ.DEDIQUEM-SE A PROBLEMAS MAIS SERIOS..:))))


Comentar post