1 comentário:
De Mao a 22 de Março de 2007 às 11:51

Herman, esse génio, sim génio, que seguiu os olhos ao deslumbre do rico súbito, e ficou, pávido e alheio, na poltrona dos medíocres.


Comentar post