Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007
Guerra de umbigos


O debate a propósito do aborto que hoje inflama a blogosfera não tem qualquer espécie de relevância; a não ser para a vaidade dos intervenientes. Usam-se catapultas argumentativas apenas para responder aos tiros de um fulano qualquer do outro lado das barricadas. Trocam-se acusações de fundamentalismo, estultice e incapacidade de ver o óbvio. Depois, vem a inevitável enumeração das causas que levarão cada um dos preclaros opinadores a votar de uma ou outra forma, como se tal interessasse a alguém para lá dos próprios.
No vértice mais visível deste exibicionismo militante, temos o Professor Marcelo, que criou um site para poder reivindicar a responsabilidade pela existência do presente referendo. Palpita-me que quem frequenta os blogues colectivos de apoio a estas antagónicas causas só o faz para visitar mais um pequeno espectáculo de circo, na esperança de vislumbrar algumas golfadas de sangue a escorrer das arenas digitais. Custa-me imaginar que os fregueses da blogosfera se deixem persuadir por mais uma tirada em registo agit-prop do Daniel Oliveira ou por mais um grito de alma do Rui Castro. E não imagino um cibernauta com mais de 12 anos a adoptar como seu um repositório de razões alheias, ainda para mais quando são todas clonadas umas das outras.
Cá fora, no mundo real, a conversa é outra. Aí sim, vogam multidões de gentes indecisas, com escassa informação e necessitadas de esclarecimentos. Porque não emigram estes incansáveis militantes de teclado para lá, para onde faz sempre falta quem cole mais um cartaz, quem se empenhe no porta-a-porta, na persuasão dos votantes que ainda se prestem a ser persuadidos? Ou, pelo menos, porque não se contentam com modestos contributos para os blogues dos movimentos “a sério”?
Ah, pois. Assim, a coisa não teria o mesmo glamour, nem nomes em destaque nos cabeçalhos, não é?

tags:

publicado por Luis Rainha às 16:24
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Conde da Buraca a 26 de Janeiro de 2007 às 14:14
É.


Comentar post

Sustos recentes

Inté

Adivinha

O pirata do olho de vídeo

Mas será que a senhora es...

Inês Pedrosa perde o pé

As coisas são como são

UE PRETENTE IMPOR I2O Grs...

Manicomics

Some of my favourite thin...

A noite do morto vivo 31

É o povo, senhores (2)

A fórmula perdida

É o povo, senhores...

Um engenheiro debaixo de ...

O "nosso ilustre candidat...

Momento Espada da semana

0,31 da Armada

Great minds think nearly ...

Living in the past

Pronto, está bem, junto-m...

Pela Comarca de Guantanam...

Escondam lá a roupa suja,...

Apesar das ameaças de vet...

Publicidade dadá (3)

Publicidade dadá (2)

Literatura Socrática

Luis, pode falar-se de um...

Publicidade Dadá

Primeiro pensamento da be...

Como vai mal o humor em P...

O gap que nos faltava pre...

A vida social dos nossos ...

Manicomics

O título mais cómico do a...

CARICATURA#7

Sexware

Um novo sentido para "dan...

Espada e as "surpresas am...

Brinde da semana

Cocteau Twins — Wax and Wane
Ectoplasmas vários
Artiste du Jour
Antony Gormley
tags

todas as tags

pesquisar
 
subscrever feeds