Sexta-feira, 23 de Março de 2007
O pirata do olho de vídeo
Enquanto espero que me cheguem os últimos bits do Stalker de Tarkovsky, percebo uma coisa: há muito de digno e de laboriosamente cinéfilo na pirataria. E não se trata apenas da alegria prometeica de (re)criar imagens e sons magistrais a partir de quase nada: uma ligação à net e pouco mais. Ter de dominar 6 programas diferentes — cada um deles um prodígio de opacidade — antes de desfrutar um filme... eis um trabalho de amor, uma laboriosa via crucis ao penoso alcance apenas de quem ama mesmo o Cinema. Ou não seria muito mais fácil, embora banal, encomendá-lo aqui ou ir buscá-lo a um reles clube de vídeo? Piratear, eis o vero caminho do iniciado.

tags:

publicado por Luis Rainha às 16:31
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sustos recentes

O pirata do olho de vídeo

Brinde da semana

Cocteau Twins — Wax and Wane
Ectoplasmas vários
Artiste du Jour
Antony Gormley
tags

todas as tags

pesquisar
 
subscrever feeds