4 comentários:
De João Avelar a 4 de Fevereiro de 2007 às 22:56
Então imagine que a sua mãe tinha decidido praticar o aborto em qualquer local dos que defende, você não tinha hipótese sequer de hoje ter opinião.


De João Avelar a 4 de Fevereiro de 2007 às 22:57
Então imagine que a sua mãe tinha decidido praticar o aborto em qualquer local dos que defende, você não tinha hipótese sequer de hoje ter opinião.


De Luis Euripo a 5 de Fevereiro de 2007 às 23:20
Quem vive de argumentos como o do Sr. João Avelar, casual companheiro de comentário, revela um grave trauma ocorrido provavelmente até às 10 semanas da sua vida de feto no útero materno, na angústia perene de a sua própria mãe abortar.


De Bernardo Motta a 8 de Fevereiro de 2007 às 21:49
Luís,

Tiveste oportunidade para dar uma olhada ao meu argumentário?
És homem para refutar algumas das coisas que eu escrevinhei?

«A postura agora inflexível da Igreja Católica reflecte apenas e tão somente a vontade de alguns senhores de sotaina.»

Já vi que manténs um inegável talento para frases bonitas e contundentes, tanto quanto são falsas!
;)

Vá: pega lá em argumentos do "não" escritos com cuidado, e diz de tua justiça. Estou curioso...

Um abraço,


Comentar post