2 comentários:
De tonitorodrigues a 26 de Janeiro de 2007 às 19:51
Sabes, até podes ter razão no que dizes... mas ainda vou mais longe...

Mesmo após o nascimento, aquilo que vês e tens nos braços ainda não é uma pessoa...

O bebé começa a dizer as promeiras palavras e ainda não é pessoa...

A criança já gatinha, e mesmo assim ainda não é pessoa...

Sabes quando é que um ser humano passa a ser pessoa? Exactamente a partir do momento em que o mesmo se reconhece enquanto pessoa.

Se reparares. uma criança cada vez que quer pedir algo, ela diz... "a Joana quer um chocolate".

Quando ela se desenvolve e a partir do qual já se pode dizer que ela é pessoa, o seu discurso é... "EU quero um chocolate"

Já percebeste a diferença?

Agora sê suficientemente digno e deixa os fectos tornarem-se pessoas.

Num país com uma taxa de natalidade tão baixa e com uma população tao envelhecida é uma estupidez liberalizar o aborto.

Se para liberalizar o aborto é preciso que o despenalizem, então prefiro que a lei se cumpra e que a pena passe para 5 anos... pode ser que sirva de exemplo pra esta "cambada" de seres vivos se responsabilizar e ter plena consciencia que brincar com uma vida é totalmente diferente que brincar com um carrito.


De Luis Rainha a 27 de Janeiro de 2007 às 00:53
Tu tens essa ideia sobre o momento em que alguém é pessoa. A embriologia e a neurologia têm outra. Sobre esse remédio para os nossos problemas de natalidade, é melhor nem dizer nada...


Comentar post