Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007
Justiça impopular


Sou, provavelmente, a única criatura deste país sem opinião formada sobre o “caso Esmeralda/Ana Filipa”. O pai biológico será o monstro sequioso de indemnizações que as turbas linchadoras imaginam ou anda há anos em busca da filha, sendo sempre impedido de a ver pelos candidatos a pais adoptivos? E terão eles passado esses anos fugindo a decisões judiciais ou são mesmo os santos descritos na hagiografia da imprensa lusa?
Só sei que se trata de matéria rija demais para o dente de amadores sabichões e de jornalistas apressados. E sei também que este imbróglio rebenta na cara da sempre volátil opinião pública logo nos dias em que dois ataques da Justiça aos “grandes” ameaçam derreter sem graça nem glória, por via de trapalhadas processuais em torno da validade de escutas e buscas várias: a Operação Furacão — investida contra uma rede de fuga aos impostos, com grandes bancos no centro da tormenta —  e o caso das vendas fraudulentas de bens de empresas falidas.
Depois, venham queixar-se de que as massas são injustas para com os nossos esforçados tribunais.


publicado por Luis Rainha às 16:12
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Brigada Bigornas a 29 de Janeiro de 2007 às 19:23
“Porque é que o Daniel e o Anacleto defendem a pena de morte para a nossa população , exclusivamente por termos um cromossoma a mais no par 21 ? Qualquer dia querem outro referendo para estenderem a Lei do Aborto à cor da pele !



De Luis Rainha a 30 de Janeiro de 2007 às 13:11
Por fim a Brigada Bigornas assume-s por inteiro, com essa do "termos", assim na primeira pessoa do plural...
Mas olhem que essa lei já está em vigor há uns anos e não consta que tenha saído da ena do Anacleto.


Comentar post

Sustos recentes

Inté

Adivinha

O pirata do olho de vídeo

Mas será que a senhora es...

Inês Pedrosa perde o pé

As coisas são como são

UE PRETENTE IMPOR I2O Grs...

Manicomics

Some of my favourite thin...

A noite do morto vivo 31

É o povo, senhores (2)

A fórmula perdida

É o povo, senhores...

Um engenheiro debaixo de ...

O "nosso ilustre candidat...

Momento Espada da semana

0,31 da Armada

Great minds think nearly ...

Living in the past

Pronto, está bem, junto-m...

Pela Comarca de Guantanam...

Escondam lá a roupa suja,...

Apesar das ameaças de vet...

Publicidade dadá (3)

Publicidade dadá (2)

Literatura Socrática

Luis, pode falar-se de um...

Publicidade Dadá

Primeiro pensamento da be...

Como vai mal o humor em P...

O gap que nos faltava pre...

A vida social dos nossos ...

Manicomics

O título mais cómico do a...

CARICATURA#7

Sexware

Um novo sentido para "dan...

Espada e as "surpresas am...

Ectoplasmas vários
tags

todas as tags

pesquisar
 
subscrever feeds